Qual é a tua opinião
 


Designed by:

Fórum Liberal para a Emancipação de Cabinda
Netanyahu cancela ajuda a Angola PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Terra Cabinda   
Sexta, 30 Dezembro 2016 22:39

Netanyahu cancela ajuda a Angola

Depois que o produtor de petróleo da África Ocidental votou a favor da resolução do UNSC que condena os assentamentos, o PM encerra toda a ajuda ao país; Angola ocupa a província de Cabinda, que tem lutado pela independência desde 1960.

Itamar Eichner, Eitan Goldstein | Publicado: 27.12.16, 11:33

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, deverá anunciar na terça-feira que Israel suspenderá toda a ajuda ao desenvolvimento para a nação africana de Angola, após o apoio desta última a uma recente resolução da ONU condenando a construção da Cisjordânia israelense.

Siga Ynetnews no Facebook e Twitter

Este é o mais recente de uma série de retaliação, medidas diplomáticas contra aqueles que foram contra o Estado judeu. Angola é um dos 14 países que apoiaram a resolução anti-Israel.

Diplomatas angolanos prometeram a Israel que se absteriam de votar a resolução, mas decidiram ir contra a sua palavra.

Prime Minister Netnayahu (Photo: Yonatan Zindel)

Além disso, ao ser chamado para esclarecer as ações de seu país durante uma reunião no Ministério de Relações Exteriores em Jerusalém, o Embaixador decidiu estacionar ilegalmente, e recebeu um bilhete de estacionamento do município.

Angola é um dos principais países produtores de petróleo e actualmente ocupa a província de Cabinda. Cabindans têm lutado para um estado soberano independente desde 1960

Representante da Embaixada Angolana com um bilhete de estacionamento (Foto: Canal 1)

O primeiro-ministro israelense também disse a seu gabinete que não se reunirá com a primeira-ministra britânica, Theresa May, à margem do fórum econômico de Davos, que acontecerá em janeiro. Ele também ordenou a seus membros do gabinete não ir a países que apoiaram a resolução anti-Israel, e ordenou que seus ministros não se reunissem com seus homólogos desses países.

Netanyahu ordenou aos embaixadores israelenses na Nova Zelândia e no Senegal que voltassem para Israel em retaliação pelos esforços de ambos os países na promoção do projeto de lei. Todos os auxílios, incluindo a ajuda à segurança, foram suspensos no Senegal.

Actualizado em Sábado, 31 Dezembro 2016 00:04
 

Doação

Sim, eu gostaria de ajudar a expressar a situação difícil do povo reprimido e marginalizado de Cabinda.

O Fórum Liberal para a Emancipação de Cabinda é uma organização sem fins lucrativos e apoia-se nas contribuições dos seus membros, subvenções e doações de pessoas e organizações filantrópicas amantes da paz, que entendem o jugo das populações que representamos para suportar o seu trabalho e actividades. A sua doação seria uma contribuição bem-vinda para permitir-nos de continuar assistindo as justas e pacíficas aspirações do povo de Cabinda, e promover os seus direitos humanos e o seu direito a autodeterminação, procurar uma solução não violenta para o conflito de Cabinda que afecta o povo de Cabinda e trazer a paz e a segurança para todos no território.

Who's Online

Temos 3 visitantes em linha